A+ A- Alto Contraste Libras
Faça sua busca pelo site
Notícias
08 de março de 2016 as 00:00 / Geral

Prefeitos da AMAU solicitam uma olhar especial do Estado para a região

Uma comitiva de prefeitos da AMAU – Associação de Municípios do Alto Uruguai, liderada pelo presidente Lírio Zarichta estiveram na capital do Estado nesta quinta-feira, 03, em busca de soluções e a mais atenção do Governo do Estado aos municípios da região. Alguns problemas estão afetando diretamente a população regional e a cada dia que passa a situação fica mais preocupante.

A primeira audiência foi com o secretário adjunto de Estado da Saúde, Francisco Zancan Paz, e também contou com a presença dos técnicos da Hemorrede, do Cevs – Centro Estadual de Vigilância Santiária e do Fepps – Fundação Estadual de Produção e Pesquisa em Saúde.

O presidente da AMAU, Lírio Zarichta, falou da preocupação dos prefeitos e solicitou em nome da região a reabertura do Banco de Sangue em Erechim. “Precisamos o mais breve possível de uma posição mais clara do Governo do Estado e da Vigilância Sanitária”, disse Zarichta. Na oportunidade, o administrador judicial provisório do Banco de Sangue de Erechim, Jackson Arpini, resumiu a situação da entidade desde a sua nomeação em julho de 2015, chamando a atenção para a importância das parcerias público-privadas neste cenário de crise que vem ao encontro dos interesses da comunidade. Também ressaltou que esta situação fica exemplificada com a parceria da entidade com o SUS – Sistema Único de Saúde.

Arpini abordou, ainda, as dificuldades financeiras que podem levar à falência da instituição e enalteceu que gostaria de ver um Estado fiscalizador,  mas também um Estado apoiador nas causas comuns de interesse social.

A Diretora da Vigilância Sanitária do Estado, Rosângela Sobieszczanski, destacou que o fato acontecido em novembro foi gravíssimo e, que já se tem um relatório pronto que será apresentado para os técnicos do Banco de Sangue de Erechim na próxima terça-feira, (08) em Porto Alegre, com o objetivo de regularizar as pendência dos POPs – Procedimentos Operacionais Padrão apontados do relatório de interdição  para posterior avaliação in loco.

            A segunda audiência aconteceu com o chefe da Casa Civil, Marcio Biolchi, no Palácio Piratini. Além dos prefeitos, estiveram presentes os Deputados Estaduais, Gilmar Sossella (PDT), Gilberto Capoani (PMDB), Altemir Tortelli (PT), Gabriel Souza (PMDB) e Juliano Roso (PCdoB). No encontro dois assuntos de fundamental importância para a região: a necessidade da contratação emergencial de médicos legistas para Erechim e a situação de rodovias da região, como a ERS-135, e o acesso asfáltico a 11 municípios do Alto Uruguai.

Atualmente, o Posto Médico Legal do município estava sendo atendido por profissionais de Passo Fundo. Algumas mortes nos últimos dias estão revoltando a população pelo fato de que o corpo das vítimas esperam horas aguardando a perícia que precisa deslocar de Passo Fundo.

De acordo com o presidente da Amau, Lírio Antônio Zarichta, Erechim tem atualmente apenas dois médicos legistas e dois auxiliares. A dificuldade em manter os profissionais é porque se exige dedicação exclusiva e o salário de R$ 7 mil é considerado baixo pela categoria. No início do ano, o secretário estadual de Segurança, Wantuir Jacini, havia garantido a contratação emergencial de um médico legista para o Erechim.

O Chefe da Casa Civil, Márcio Biolchi explicou que o Estado no momento está impedido de fazer concurso para suprir as necessidades do Instituto Geral de Perícias (IGP). Ainda relatou, que a solicitação de legistas para o IPG de todo o Estado consta nos projetos encaminhados pelo governo para votação na Assembleia Legislativa.

“É importantíssimo repor o número de médicos legistas necessários para atender Erechim e região”. Foram colocadas quatro alternativas durante o encontro para solucionar o problema e vamos encontrar uma saída.

Durante o encontro foi entregue documento assinado pelos deputados estaduais apoiando a necessidade de solução para a falta de profissionais no IGP do Estado. Já os prefeitos entregaram um documento contendo todas as reivindicações da região.

A questão sobre infraestrutura, especialmente os acessos asfálticos nos municípios foi pauta para o prefeito de Aratiba, Luiz Ângelo Poletto, que cobrou um olhar especial para o Alto Uruguai. “A nossa região merece investimentos do Governo, somos municípios com grande produção e, sem asfalto os municípios ficam cada vez menores, ninguém investe onde não tem acesso. Temos 3 Usinas que geram por ano cerca de 20 milhões de retorno ao Estado. Somente as barragens já deram de retorno mais de 200 milhões aos cofres do Governo. Por isso, solicitamos que a pavimentação asfáltica seja prioridade na região”, destacou Poletto.

A comitiva da AMAU contou com prefeito Lírio Zarichta de Três Arroios, Luiz Ângelo Poletto de Aratiba, Paulo Polis de Erechim, Geverson Zimmermann de Estação, Vanderlei Simionatto de Charrua, Fernando Balbinot de Barão do Cotegipe, Agustinho Sinski de Erval Grande, Adilson de Valle de Quatro Irmãos, Juliano Zuanazzi de Marcelino Ramos, Valdomiro Prilla de Carlos Gomes, Ivair Signor de Entre Rio do Sul, Ademar Basso de Severiano de Almeida, vice-prefeita de Erechim Ana Oliveira, Valdemar Cibulski vice-prefeito de Itatiba do Sul, Edgar Serafini vice-prefeito de Centenário, diretor da associação do Hemocentro de Erechim, Jackson Arpini e o presidente da Cotrel, Luiz Gonzalvez Paraboni Filho.

 

Fonte:Leonardo Bortolotto


Notícias Semelhantes
Estação/RS
Rua Fiorello Piazetta, 95 - CEP: 99930-000
Telefone: (54) 3337.1166 / 1164
E-mail: ouvidoria.pmestacao@gmail.com
Expediente:
8:30 às 11:30 e 13:30 às 17:30
Redes sociais