A+ A- Alto Contraste Libras
Faça sua busca pelo site
Notícias
15 de agosto de 2014 as 00:00 / Geral

Dia da gestante é celebrado neste dia 15 de agosto

Município de Estação promove há 08 anos atividades especiais através do Grupo de futuras mamães

Um período de encantamento, alegrias e expectativa. Assim podemos caracterizar a fase da gestação que também é marcada por muita emoção e ansiedade. Para homenagear as futuras mamães, celebra-se no dia 15 de agosto, o Dia da Gestante.
Em Estação, são realizadas há mais de 08 anos, atividades especiais através do grupo de futuras mamães. Os encontros acontecem quinzenalmente, nas terças-feiras, no Posto de Saúde e tratam de diferentes assuntos relacionados à gravidez e aos cuidados com o bebê, entre eles: vacinação e teste do pezinho, saúde bucal (gestante e bebê), aspectos psicológicos da gestação, mitos e tabus, doenças mais comuns em bebês, cuidados com a gestante, desenvolvimento psicológico infantil, higiene e banho, aleitamento materno e depressão pós-parto.
Segundo a responsável pelos grupos de atendimento à comunidade, Enf. Liamara Bernardon Morillos, a participação das gestantes reflete em mais segurança no pós-parto. “Através do grupo as futuras mamães recebem as orientações sobre os principais cuidados com os recém nascidos, o que pode facilitar o dia-a-dia, evitar preocupações e problemas”, salientou.
Cátia Souza da Costa (25) está grávida do 2º filho e destacou a importância de participar do grupo. “É muito bom, gosto de participar, pois aprendemos muitas coisas e isso facilita o cuidado com o bebê. A equipe é muito atenciosa e isso proporciona mais tranquilidade”, pontuou.
As gestantes que registram presença no mínimo em 05 encontros são agraciadas com um kit e com o agendamento das consultas para o bebê até o 6º mês. No encontro realizado na tarde da última terça-feira (12), as contempladas foram: Juliana Pereira, Carla Roberta Costa e Verônica Leite Padilha.
Para a médica Kátia Saleme, o grupo possui um propósito muito importante. “É um trabalho fantástico que só acrescenta conhecimento e orientações às mulheres, pois é um momento de tirar dúvidas e deixá-las mais tranquilas sabendo o que esperar durante este período tão importante que elas estão passando. Os encontros servem para saberem o que é ou não normal na gravidez e tirar suas dúvidas, muitas vezes lidando com tabus que são passados de geração em geração.
Quem tiver interesse em participar deste ou dos outros grupos, pode contatar diretamente com a Secretaria Municipal de Saúde. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone: 3337 2367.

Cuidados especiais com os recém nascidos
O nascimento de uma criança pode provocar muitas mudanças na rotina das famílias, principalmente da mãe. A médica Pediatra, Kátia Saleme explica que, se existem outros filhos, deve haver uma preparação e orientação quanto à necessidade da mãe ter um grande envolvimento e tempo dedicado ao recém- nascido. Sendo assim, a cooperação dos demais membros da família é muito importante para que a mãe possa ter tranquilidade e tempo disponível para dedicar-se ao aleitamento materno. “A família pode participar ajudando nas demais atividades domésticas e mantendo o ambiente harmonioso para a mãe sentir-se amparada e confortável”, ressalta Dra. Kátia.
Entre os principais cuidados no que se refere à alimentação do bebê, está o leite materno, considerado o alimento mais adequado ao recém-nascido, podendo ser oferecido até os seis meses de idade, sem necessidade de nenhum outro tipo de alimento. “Algo muito importante é o que chamamos ‘livre demanda’: o bebê mama quanto quiser e quantas vezes quiser ao seio materno, quem faz os horários, é o bebê.
Não se deve oferecer nenhum outro tipo de líquidos (chás ou água) ao bebê que mama leite materno”, alerta a Pediatra.

A higiene do bebê…
Dra. Kátia salienta que o bebê deve tomar banho todos os dias e usar roupas adequadas com a estação do ano. “Roupas de lã no verão, por exemplo, irão causar desconforto e brotoejas no bebê; as fraldas devem ser trocadas sempre que o bebê urinar ou evacuar, para evitar assaduras; unhas devem estar limpas e cortadas; além da higiene oral, mesmo que o bebê não tenha dentes, é muito importante para prevenir cáries no futuro”, reforça. Ela também cita que os lenços umedecidos podem ser práticos, mas só devem ser usados como um “quebra-galho”, fora de casa, pois em uso exagerado, causam assaduras e dermatites. Em casa deve-se lavar o bumbum e as genitais da criança com água e sabonete neutros apropriados.

O sono do bebê…
Conforme Dra. Kátia, os recém-nascidos dormem mais tempo do que ficam acordados, mas com o tempo começam a ficar mais horas do dia em alerta. A média dos bebês é em torno de 10 a 12 horas por noite, acordando para mamar de madrugada e algumas sonecas durante o dia.
Sobre o tempo mínimo que a criança deve ficar no quarto dos pais, ela comenta que não há uma regra clara quanto a isso, mas na opinião da Pediatra, seria até completar 1 ano de idade, para facilitar o cuidado da mãe na amamentação e prevenir acidentes como asfixia ou morte súbita do lactente.

Início dos passeios… qual a dica?
A dica aos pais é fazer desde cedo pequenos passeios ao ar livre, se o tempo estiver bom e agradável, para haver exposição ao sol, necessária aos ossos. Claro, que no horário do sol ameno, antes das 10h da manhã e após as 15h da tarde. Outra sugestão é evitar ambientes fechados com aglomerados de pessoas, para evitar que os bebês peguem doenças infecciosas.

A organização das vacinas…
O calendário vacinal deve ser rigorosamente seguido conforme a orientação que há nos cartões de vacinas. A enfermagem responsável pela vacinação sempre escreve a data das vacinas e as mães devem seguir estas orientações e não atrasar. “Os riscos de pegar doenças graves por estar sem imunidade são muito grandes, mesmo com as vacinas podemos adoecer, mas de uma forma mais branda. Sem as vacinas, o quadro pode ser bem mais grave e até fatal, como por exemplo, no caso da coqueluche e da varicela.

Principais vantagens do leite materno:
1 – No que se refere à nutrição, tem todos os elementos que o bebê precisa para o desenvolvimento;
2 – Possui anticorpos maternos que protegem o bebê de muitas doenças;
3 – Aumenta o vínculo emocional mãe/bebê, acelerando o desenvolvimento, principalmente a inteligência;
4 – Ajuda a prevenir alergias alimentares;
5 – Ajuda a prevenir de uma série de doenças respiratórias;
6 – Ajuda a proteger de doenças gastrointestinais ou desidratação;
7- Ajuda a proteger contra diabetes tipo II;
8 – Ajuda a proteger da obesidade;
9 – É de graça, prático de oferecer ao bebê quando se está fora de casa, mais higiênico do que mamadeiras.
10- Ajuda a prevenir câncer de mama nas mulheres que amamentam.

 

 


Notícias Semelhantes
Estação/RS
Rua Fiorello Piazetta, 95 - CEP: 99930-000
Telefone: (54) 3337.1166 / 1164
E-mail: ouvidoria.pmestacao@gmail.com
Expediente:
8:30 às 11:30 e 13:30 às 17:30
Redes sociais